2019 Reading Challenge




45 livros
17,735 páginas
Média de 394 páginas por livro
Média de 4.0 estrelas de classificação



Livro mais pequeno


Boneca de Luxo, de Truman Capote 
96 páginas


Livro maior


A Cruz de Fogo, de Diana Gabaldon
1328 páginas


Maior classificação no Goodreads




Um Sopro de Neve e Cinzas (volume I) de Diana Gabaldon 
Média de 4.44 estrelas


Mais popular



A Rapariga no Comboio, de Paula Hawkins
2,884,463 pessoas leram



Menos popular

Luz na Terra, de Ana Elisabete Ferreira
0 pessoas leram





Opinião: Memórias de uma Cortesã

36234683. sy475

ISBN: 9789897418143
Edição ou Reimpressão: 10-2017
Editor: Quinta Essência
Páginas: 376
Classificação Temática: Literatura > Literatura Erótica

Preço: 16,90 €
Onde comprar: Wook | Bertrand | FNAC

Sinopse:


A jovem Tully chegou a ser a mulher mais desejada de Londres. Agora, todos disputam os melhores lugares para assistir à sua execução. Ela sabe que tem apenas uma hipótese de escapar à forca. Para tal, tem de conseguir contar a história da sua vida à única pessoa capaz de a salvar.
Nas catacumbas da prisão de Newgate, Tully aguarda... E escreve com a emoção de quem luta pela vida. Casada à força aos doze anos para saldar as dívidas de um pai alcoólico, consegue escapar apenas para ser despachada para o bordel mais sumptuoso da cidade, onde descobre a sua vocação como cortesã. Tully Truegood é órfã, cortesã e aprendiza de um feiticeiro. Será também assassina?
Pleno de erotismo e realismo mágico, Memórias de uma Cortesã é uma magnífica viagem ao submundo londrino do século XVIII.


Opinião:


A capa deste livro chamou-me logo à atenção, mas depois de ler a sinopse fiquei ainda mais intrigada e soube que o tinha de comprar. Já andava de olho nesta leitura há algum tempo e encontrei-o no Continente a uma promoção excelente! 

A história tem início no ano de 1756 e situa-se na prisão de Newgate. Tully, a protagonista, decide começar a escrever as memórias da sua vida desde a sua infância até ao presente, em que aguarda a condenação à forca. A partir daí podemos assistir ao seu crescimento, como passou de uma infância conturbada até se tornar cortesã e, posteriormente, como veio a acabar na prisão. No entanto, apesar de sabermos desde início que Tully se encontra presa por homicídio, não temos qualquer informação sobre a sua vítima nem o motivo a que a levou a tal acto, pois é algo que só nos é revelado mais adiante.

Devo acrescentar que a passagem do tempo ao longo desta narrativa foi bastante sagaz e coerente, tornando-se deveras interessante acompanhar a evolução da personagem principal e do seu carácter ao longo do tempo, bem como os altos e baixos na sua vida, as dificuldades pelas quais passou, as lições que foi aprendendo, o modo como a sua personalidade se foi tecendo, etc. 
Um dos sentimentos que se apoderou de mim no decorrer desta leitura foi, sem dúvida, uma enorme empatia pela Tully que, apesar das escolhas foi fazendo, não a pude - de maneira nenhuma - julgar. Posso até assegurar que foi fácil compreender as razões para ter enveredado por aquele caminho em específico.

Algo que também me agradou imenso foi a inclusão de um elemento subtil de fantasia na história, onde o mundo da magia é uma realidade, embora mais para uns do que para outros. Para mim, esse pormenor deu um toque distinto e misterioso ao enredo, tornando-o ainda mais interessante.


Os pormenores relativamente ao ambiente circundante, costumes e cenários do século XVIII foram muito bem conseguidos, conferindo ao leitor uma maior envolvência na história. Esta particularidade veio a facilitar a visualização das cenas descritas, quer ao nível das características físicas e da  indumentária da época, como também dos espaços onde as acções decorrem.

Quanto às personagens, posso dizer que as suas personalidades, características psicológicas e emocionais, descrições físicas, estatutos sociais e diferentes estilos de vida, foram de um trabalho espectacular e coeso ao longo de toda a narrativa. Houve especial atenção quanto às emoções, que foram retratadas com grande intensidade. O enredo foi bem articulado e, regra geral, as personagens bem conseguidas.

Neste tipo de leitura também é comum haver situações mais explícitas e íntimas, no entanto, a autora fez um bom trabalho nessa área com descrições nada vulgares ou chocantes.

Achei que toda a trama foi deveras interessante e o fim conseguiu surpreender-me. Neste género literário é muito comum encontrarmos fins previsíveis. Muitas vezes, estamos a meio do livro e já sabemos como este vai acabar. Para mim, desta vez, isso não aconteceu. Foi uma das coisas que gostei imenso, já que dificilmente sou surpreendida. 

Em certos momentos senti-me um pouco incomodada pela forma como as mulheres eram tratadas naquela época. A autora relatou algumas dessas situações de forma brutalmente honesta, o que acaba por mexer, inevitavelmente, com o nosso íntimo. Por exemplo, as várias vezes em que as mulheres eram tratadas de forma agressiva pelas figuras masculinas presentes nas suas vidas; como eram privadas de tomar decisões sobre a sua própria vida, servindo inúmeras vezes de moeda de troca... Entre tantas outras circunstâncias que, infelizmente, eram uma realidade bastante comum para quem viveu naquela altura.



Resumindo, adorei e só tenho coisas boas a dizer! Custou-me imenso ter de fazer pausas, uma vez que andava sempre curiosa para descobrir o que iria acontecer a seguir. Acho fascinante quando os livros nos proporcionam essa sensação, de querer sempre mais. Fiquei bastante impressionada e satisfeita, não podia dar menos do que cinco estrelas.


Capa: ★★★★★
Tradução: ★★★★★
Estilo de escrita e narrativa: ★★★★★
Enredo: ★★★★★
Classificação Goodreads: ★★★★★








Opinião: Maestra

ISBN: 9789722358422
Edição ou Reimpressão: 06-2016
Editor: Editorial Presença
Páginas: 304
Classificação Temática: Literatura > Policial e Thriller

Preço: 18,90 €
Onde comprar: Wook | Bertrand | FNAC


Sinopse


Durante o dia, Judith Rashleigh trabalha numa prestigiada leiloeira de Londres. Ambiciona uma carreira no mundo da arte e, apesar das origens humildes, tornou-se uma mulher sofisticada. Para fazer face às despesas, aceita trabalhar durante a noite como acompanhante num dos bares da capital. Mas depressa o sonho de uma vida luxuosa se desmorona. Desesperada, acompanha um dos clientes do bar numa viagem.
Após um acontecimento que marca o seu destino, Judith envereda por um caminho violento e tortuoso. Assistimos à ascensão de uma mulher à margem da lei e da moral, segura do seu rumo.
Mais do que possível, será a redenção desejável?


Opinião


A promessa de um thriller chocante, uma personagem principal marcante e ainda uma forte ligação às artes, nomeadamente à pintura: foi assim que esta sipnose me convenceu.
Posso afirmar que sinto um grande fascínio relativamente à área das artes, por isso gosto imenso de leituras que recorram a este tema. É sempre uma surpresa agradável e que me traz uma imensa nostalgia do meu tempo de estudante.

Inicialmente, confesso que senti alguma dificuldade ao envolver-me na história, ainda assim, forcei-me a continuar. Ouvira falar tanto deste livro que tinha mesmo de conseguir chegar ao fim e descobrir se de facto era uma leitura tão forte como me havia sido prometido. 

Primeiramente, Judith mostra ser uma rapariga focada no seu trabalho, com um grande desejo em evoluir e ser bem sucedida na sua área. Contudo, sente que o seu conhecimento e dedicação não são reconhecidos nesse meio, e por isso esforça-se para encontrar uma forma de mostrar o seu valor o que, de certo modo, acaba por vir a prejudicá-la. Por esta altura, não conseguia imaginar nada de muito dramático, até porque a Judith me parecia ser bastante "sem sal". Ao passo que a trama decorria, a minha opinião mudou drasticamente. A primeira impressão que a protagonista nos passa é bem diferente daquilo que realmente é no seu âmago, e eu gostei imenso de ir descobrindo mais sobre a Judith e aquilo que era capaz de fazer nas diferentes situações com que se deparava.

Ao longo desta leitura somos confrontados com o desenvolvimento de um transtorno de personalidade (diria eu, psicopata) e de que forma este foi afectando o psicológico, personalidade e também as escolhas e motivações da personagem principal. Pessoalmente, nunca tinha lido um livro onde esta situação era retratada através de uma personagem feminina (tirando alguns livros sobre casos reais), e isso para mim foi logo um ponto positivo, até porque adoro ler casos que retratem esta realidade

A linguagem utilizada pela autora é muito "crua", quer nas descrições - as quais são extremamente gráficas - quer nos pensamentos da própria personagem. Apesar de não me chocar com facilidade, confesso que em algumas situações me surpreendi. Apesar do choque inicial, confesso que me agradou bastante esta particularidade, pois acaba por dar uma certa profundidade à vida que Judith vai construindo.

Não creio que este seja um tipo de livro para toda a gente, de facto, não o é. Até eu que estou familiarizada com narrativas dentro deste contexto não esperava certos pormenores, mas, depois de estarmos envolvidos na história, diria que se torna algo banal e tão intrínseco à personagem que estranho seria se fosse descrito de outro modo.

Resumidamente, devo dizer que adorei a evolução caótica da Judith e que, a certa altura, comecei mesmo a torcer por ela, apesar da geral falta de empatia (e de escrúpulos!). 
Foi uma leitura diferente que me foi convencendo à medida que mudava de página, pois queria continuar a ler e descobrir o que se ia passar a seguir. Sem dúvida, irei ler a continuação.

Capa: ★★★★
Tradução: ★★★★
Estilo de escrita e narrativa: ★★★★
Enredo: ★★★★
Classificação Goodreads: ★★★★









Opinião: Sedução nas Terras Altas

 
ISBN: 9789896575823
Edição ou Reimpressão: 01-2015
Editor: Editorial Planeta
Páginas: 288
Classificação Temática: Literatura > Romance
Preço: 17,76€
Onde comprar: Wook

Sinopse


Seduzir Ian
Raptada pelo perturbante highland Ian McCray e mantida como prisioneira, Lady Leanna Arlington sente-se aterrorizada, mas o seu captor ajudou-a a fugir de um casamento indesejado. Agora, está nas suas mãos convencer o viril escocês a ficar com ela…
Seduzir Robbie
Julia Cameron está em fuga e procura um protector. O infame Robbie McCray está desesperado para substituir os navios confiscados pelo inimigo inglês. Tudo o que tem a fazer é elaborar um acordo mutuamente satisfatório e pecaminosamente mau…
Seduzir Adain
Quando se depara com uma bela mulher a ser atacada, Adain Cameron espanca e defende a dama. Com os bandidos ele lida com a pistola e espada, mas a linda Lady Gillian Lorin pode exigir um conjunto de armas diferentes…


Opinião


Foi com o desafio #outubrodeépoca que comecei a descobrir este género literário, o qual tinha lido muito pouco até então. Fui pedindo algumas sugestões de autores para começar a aventurar-me nesta área e, entre as muitas sugestões, lá estava Emma Wildes. Decidi então escolher este livro por dois motivos: primeiro, porque a acção decorre na Escócia, mais propriamente nas highlands, e eu tenho um fascínio enorme pelo tema e pela envolvência dos clãs; e segundo, porque o encontrei com 50% de desconto na Wook. 


Este livro narra a história de três homens diferentes, Ian, Robbie e Adain, dando-nos a conhecer como cada um deles foi seduzido pelas mulheres que entraram nas suas vidas, nas mais diferentes circunstâncias. 
Agradou-me especialmente o facto de que, apesar de serem três romances individuais, todas as personagens estão interligadas de alguma forma, dando assim um seguimento consistente à narrativa.

Primeiramente temos a história de Ian, um laird das Terras Altas que decide raptar Lady Leanna para a utilizar como moeda de troca, com o intuito de chantagear o seu noivo. No entanto, Ian não esperava que, para a sua refém, esse rapto acabasse por ser mais um favor do que uma inconveniência. 

Na segunda parte, a qual tem lugar uns anos mais tarde, conhecemos a história de Robbie, o primo de Ian, que em tempos foi apaixonado por Lady Leanna. A acção inicia-se com uma proposta de um casamento por conveniência. Julia, uma rapariga que perdeu o pai e o irmão, resolve recorrer a Robbie e propor uma aliança entre ambos, em nome da boa amizade que existiu entre os seus pais. Visto que as circunstâncias da sua vida tinham-na feito ansiar por vingança do prometido, resolveu procurar Robbie e pedir-lhe ajuda, oferecendo em troca parte da sua herança.
Por fim, temos a história de Adain, cuja linha temporal é imediatamente a seguir à da última narrativa, contando-nos o que aconteceu após o desfecho da situação que se passou com Julia. Adain depara-se com uma dama em apuros e, sendo um homem honrado, não se permite deixar a dama sozinha e decide que é o seu dever ajudá-la perante as circunstâncias em que a encontrou.

Este é um livro muito pequeno, de contos bastante curtos e consequentemente pouco desenvolvidos. De certo modo, foi algo que me desiludiu, pois que fiquei com a sensação de que havia muito mais espaço para desenvolver e ainda tanto por contar. 
Fiquei com vontade de saber mais acerca da vida das personagens, conhecê-las um pouco melhor quer a nível psicológico como a nível da sua personalidade, conhecer a sua história e o seu passado, a sua evolução ou mesmo o rumo que as suas vidas tomaram.

Outro ponto negativo para mim no decorrer desta leitura foi, sem dúvida, a evolução dos sentimentos de cada personagem, que sucedeu de forma muito repentina e pouco lógica. Sendo assim, preferi fixar-me na ideia de que, numa época onde os casamentos eram organizados consoante interesses socioeconómicos, era normal uma relação tomar contornos arrebatadores na existência de uma grande atracção física.

Senti também que ao longo deste livro a autora se repetiu imenso, quer na forma como descreveu as situações quer no enredo em si. A evolução a nível psicológico e emocional, bem como as cenas íntimas, foram sempre de grande semelhança, acabando por ser tudo um pouco previsível.

No entanto, não deixa de ser uma boa opção para uma leitura leve e descontraída, já que se este livro se lê bastante rápido e possuí uma linguagem bastante fluída e acessível. Não tem um enredo muito trabalhado, mas é uma leitura agradável que nos deixa com um sorriso quando chegamos ao fim.

Capa: ★★★
Tradução: ★★★★
Estilo de escrita e narrativa: ★★★
Enredo: ★★
Classificação Goodreads: ★★






Testing file

TAGGING
TAGS TO SAVE

1. LIVROS (books)
- Reviews (review)
- Leituras que Recomendo (recomendo)
- Wishlist (wishlist)
- Novidades literárias (novidadesliterarias)
- Promoções (promo)
- 5 livros para… (cincolivrospara)

2. ESTANTE (estante)
- Tudo sobre livros
- Acabaram de chegar (newin)
- Próximas leituras (readingnext)

3. CHALLENGE ACCEPTED (challenge)
- Reading Challenge (readingchallenge)
- Writing challenge (writingchallenge)

4. EVERYTHING ELSE (everythingelse)
- Movies & TV Shows (moviesandtvshows)
- Aesthethics (aesthethics)